BlogBlogs.Com.Br

sábado, 31 de janeiro de 2009

61 anos da morte de Ganghi.



Ontem dia 30 de janeiro, fez 61 anos que Mahatama Gandhi morreu, executado por seus opressores. Gandhi viveu a maior parte de sua vida na índia e mostrou com sua vida um belo exemplo de vida e de luta a favor da paz, teve atitude e desafiou os costumes locais por ter a sua formação em um país estrangeiro, formou-se em Direito na Inglaterra, e essa formação ajudou-o muito a persuadir e influenciar positivamente o povo indiano.

Gandhi era um revolucionário nato, pois acreditou no bloqueio econômico para com a Inglaterra afim obter êxito em sua Independência, um exemplo disso foi a "marcha do Sal" que fez com milhares de indianos deixassem de pagar a tarifa de consumo de sal e passassem a fabricar seu próprio sal, constantemente combatido e por inúmeras vezes sendo preso por sua ideologia.

Tanto lutou que conseguiu! A Independência da índia!
Em 15 de agosto de 1947.
Gandhi após este último feito é assassinado em 30 de janeiro de 1948 por um nacionalista indiano. Lamentável!
Gandhi morre, mais os seus ensinamentos ficam, o Satyagraha (princípio da não-agressão, forma não-violenta de protesto) como um meio de revolução é marcante. Gandhi é influenciado pelo Bhagavad Gita é por preceitos Hindus, ficando na história e admirado por personalidade importantes da época como Charles Chaplin e Albert Einstein, e foi este último que disse " as gerações por vir terão dificuldade em acreditar que um homem como este realmente existiu e caminhou sobre a terra”.
Bem, como até o próprio Einstein fala é difícil acreditar que esse homem viveu aqui na terra, sei que é difícil ser como ele, pelo menos vamos tentar seguir alguns princípios, para o bem e propagar sempre o Amor que é o nosso bem maior, como Jesus disse “Ama o teu irmão assim como eu te amo”.

Uma dica: Procurem saber mais sobre Jesus e Gandhi!
Fiquem Com Deus!
Abraço!

3 comentários francos:

Juliano Sanches 31 de janeiro de 2009 19:40  

Gandhi, nas suas palavras, parece se formar claramente nas minhas imagens mentais. Vejo-o a carregar punhados de sal. Talvez a mensagem dele, nos dias de hoje, busque razões e soluções para a sua sua vida que sejam melhores do que o consumo. Se desapeque da matéria, tenha equílibrio em todo seu ser, esteja alinhado com o bem maior das forças da Criação. Gandhi é um por de shanti, a paz espiritual. Se ele ainda estivesse vivo, talvez, não existiriam tantos conflitos religiosas, pois sua mensagem universalista quebrava qualquer modelo de fanatismo. Foi capaz de citar o Sermão da Montanha de Jesus, para que as pessoas entendessem a mensagem dos avataras. Jesus e Gandhi fizeram ótimas plantações e elas terão uma colheita de uma porção de frutos, nem que seja temporão. Muitos grãos temporãos que pareciam estar mortos na Terra, agora, começaram a surgir, para iluminar e transformar a humanidade. Existe uma música do Boca Livre, chamada Semente, que fala justamente sobre a questão do grão temporão. Tal música parece dizer uma mensagem a respeito disso. Vivemos, às vezes, momentos de geada, de trevas, mas como diz a música, "da semente sai futuro, nem que seja temporão".

Paz e luz.

Juliano Sanches 31 de janeiro de 2009 19:45  

(vale esse)

Gandhi, nas suas palavras, parece se formar claramente nas minhas imagens mentais. Vejo-o a carregar os punhados de sal. Talvez a mensagem dele, nos dias de hoje, seja busque razões e soluções para a sua vida que sejam melhores do que o consumismo, seja de sal ou do que for. Se desapegue da matéria, tenha equilíbrio em todo seu ser, esteja alinhado com o Bem Maior das forças da Criação. Gandhi é um portador de shanti, a paz espiritual. Uma criança que se libertou dos casulos do mundo. Um espírito muito evoluído. Ele resolveu muitos conflitos religiosos na Terra. Sua mensagem universalista quebrava qualquer modelo de fanatismo. Foi capaz de citar o Sermão da Montanha de Jesus, para que as pessoas entendessem a importância da paz. Jesus e Gandhi fizeram ótimas plantações, e eles terão a colheita do fruto da vida, nem que seja temporão. O grão da vida que parecia estar morto na Terra, agora, começa a surgir. Muitos surgem na Terra em forma de temporão, para iluminar e transformar a humanidade. Existe uma música do Almir Sater, chamada Semente, que fala justamente sobre a questão do grão temporão. Tal música parece dizer uma mensagem a respeito disso. Vivemos, às vezes, momentos de geada, de trevas, mas tudo se transforma. Como diz a música, “da semente sai futuro, nem que seja temporão”. Termino por lembrar outra fase da música. “Esse ano com certeza desengano vai ter fim, natureza tem seu planos, mas não sabe ser ruim”.

Paz e luz.

aderli 31 de janeiro de 2009 22:24  

Boa noite ! Através do Juliano cheguei até aqui. Me despertou interesse em seus assuntos. Se puder visite meu blog www.poemasesonetos.arteblog.com.br. ( recanto poético )

Postar um comentário

Respondo os comentários por aqui mesmo.


.SEja Franco e não se reprima! Opine já!

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR