BlogBlogs.Com.Br

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Sou contra a Legalização da Maconha,hoje.



Tema polêmico,mais vamos cutucar a onça com vara curta, ou não.Primeira vez que trato deste assunto no blog.Antes tarde do que nunca como dizia o lema da Inconfidência Mineira.

Desde que o mundo é mundo ,existem drogas,substancias alucinógenas convivem de perto com terráqueos,vai desde o ópio na idade antiga até o mero baseado fumado atualmente.
Um moralista,lendo este post poderia se perguntar ,para que existe droga? Então,se não vejamos qual o contexto que algumas substâncias são utilizadas.Vejam os índios xamânicos,utilizam -se de porções a base de ervas, que usadas em rituais espirituais tanto para a purificação do corpo ou para transcender a sua adoração com sua própria divindade.
E porque não tiramos estas drogas dos índios? Ah eles sabem utilizar né,não saem por aí muito loucos dirigindo e matando pessoas,capiche.

Acredito que sorrateiramente chega a ser tentador recriminar as drogas,”vamos proibir tudo!”,mais dizem que tudo que é proibido é mais gostoso? Idéia de fazer escondido dá uma adrenalina,hummm,vejamos.

Aqueles velhos clichês,maconha nâo pode ,mais encher a cara de vodka e atropelar e matar inocentes pode!?Soa um tanto hipócrita.
Na semana passada a CBDD-Comissão Brasileira de Drogas e Democracia- encabeçada por Bob Marley,ops! Desculpa,o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso,que apresenta a sociedade como forma de combater a droga não a repressão e sim a informação.
Fernando Henrique Cardoso,em sua fala diz que não basta dizer que a droga é prejudicial ,bastar informar o porque que ela prejudical as pessoas,citou o exemplo da AIDS e DST´S,que de tanto a mídia informar, acarretou em uma diminuição nos casos,”dizer para não fazer sexo,é errado ,agora dizer para se prevenir é uma idéia.”

Existe um programa chamado redução de danos que virou uma política de saúde que visa reduzir os danos daqueles usuários que não podem, não querem ou não conseguem parar de usar drogas.Em alguns casos de usuários que não conseguem libertar-se do vício ou simplesmente informar a um possível usuário sobre o risco de no futuro ser um consumidor ativo.

Pequenas ações como esta iniciada no México,que descriminaliza o usuário de drogas,por pequena quantidade,concede a polícia o seu foco maior para direcionar ações de combate ao tráfico.Já que a corrupção policial é um fator a considerar por ser um obstáculo tanto para o usuário,pois o submete a penas duras, e para a sociedade,que ganha mais com uma ação direta na amplitude da coisa.


Acredito que no Brasil,esta ação de não penalizar o usuário e limitar a quantidade a ser consumida ,significa um avanço neste contexto.Agora legalizar tudo,como aconteceu em Amsterdam,não funcionaria em terras tupiniquins,pois a cultura vigente não ajudaria,as pessoas não estão preparadas para conviver com este tipo de abertura.Iria cair na banalidade e chacota mesmo.Se tivéssemos uma população mais informada aos riscos e consciente ao consumo, aí sim poderia até ser uma idéia.Pois ficou claro em países que adotaram esta medida,reduziram significativamente o consumo.

Não estou aqui ,para como dizia o D2 na época do extinto planet hemp,legalize já,legalize jah!
Mais simplesmente julgar esta questão grosso modo, não contribui para o debate.Vivemos em uma sociedade onde índices de violências são absurdamente significativos,a instituição família totalmente desestruturada,educação e tolerância cada vez mais distantes de nós,falta de amor no coração,e o mais importante FALTA DE DEUS.

Vejam este vídeo,que Arnaldo jabor fala da marcha da maconha e a sua legalização,a considerar que tirar o preconceito sobre o usuário é coerente,mais teríamos que ainda sim avançar em nossa cultura para legalizá-la.E creio que agora não.






Por isso que eu digo Legalize Já! O orégano.

15 comentários francos:

Aumenta visitas 27 de agosto de 2009 12:16  

Concordo com o texto citado acima, o brasil ainda não esta preparado para legalização da maconha. Se o governo brasileiro não da conta Nem de cidades como rsrs vai conseguir Controlar um pais inteiro rsrs.

Blog do Franco 27 de agosto de 2009 12:24  

Registrada a sua opnião.É importante avançar no Debate.

Marcos,  27 de agosto de 2009 14:36  

Não sei se foi sem qurer ou de propósito, mas vc misturou tudo. Primeiro diz que para legalizar tudo(todas as drogas) ainda nos falta cultura e, depois envolve a maconha sozinha nesse contexto. Seus argumentos mais confundiram do que explicarm. Apenas deixou claro uma tendência a vc ser contra a cannabis. Não sei de que estado brasileiro vc escreve, mas posso lhe garantir que o Rio de Janeiro é de vanguarda nesse assunto e a maconha é tolerada há alguns anos por aqui, inclusive é de conhecimento público locais onde fuma-se normalmente sem ser incomodado. Dentre todas drogas, a maconha é a única que você planta, colhe, seca e usa. Nem tabaco é assim. Mais natural que isso, só se fumar pelado no meio do mato.
OBS:Não se deve proceder à redação de um texto que não seja seguida por sua revisão. "Não há assuntos urgentes, há assuntos atrasados", diz a máxima.

Blog do Franco 27 de agosto de 2009 15:47  

Olá marcos.

Quando falamos de maconha,que é uma substãncia alucinógena e encarada como droga sim,pela sociedade.Cabe esclarecer e contextualizar a maconha no contexto das drogas.


Que avanco que aí No Rj,tem esta postura,até porque as açôes tão questionadas da polícis devem ser direcionadas ao combate quase que eterno ao tráfico.

Acredito que não pescou a ironia em alguns momentos do texto.



Abraço!

Miriam 27 de agosto de 2009 16:08  

É um assunto polêmico.Legalizar o consumo de qualquer tipo de droga traz grandes efeitos para a sociedade.

Uma droga lícita como o "álcool" causa tantos problemas e está livre para todos.

Liciane 28 de agosto de 2009 13:13  

Não é porque o álcool que faz mal é liberado que devemos liberar outra porcaria maior, a droga. Isso é uma coisa séria.
Concordo com vc, não sei se o Brasil está preparado pra isso. Terceiro mundo gente!!!
Não temos experiência que o primeiro mundo tem. Não temos como nos igualar.
É questão de educação e cultura.

Grande abraço!!!!

Blog do Franco 28 de agosto de 2009 14:48  

Olá Miriam Olá LIciane.

eh Brasil.. ainda não.

amigodcristo 28 de agosto de 2009 17:16  

Franco paz seja contigo amigo!!
Primeiro que te parabenlizar pelo post e pela sua brilhante desenvoltura diante de um problema ismiuçado dentro da miope midia e de nosso governo!
amigo eu sempre comento muito e nunca encontrei uma pagina com uma abordagem de excelêcia sobre esse assunto como encontrei aqui, as vezes pessoas preferem em não opnar sobre esse assunto na na blogsfera de uma maneira ostensiva como você elaborou esse texto por receio, mas mais uma vez eu te dou os parabéns devemos sim ser embaixadores da verdade, para destrui essas fortalezas que destroi muitas familias e vem consumindoa vida de nossos jovens, de uma maneira assustadora, assino em baixo amigo e digo não as drogas...
Paz seja contigo e parabéns pelo post!!!

DAS 28 de agosto de 2009 19:20  

Realmente, não estamos prontos pra uma legalização. Creio que esse seria um processo longo pois nossa sociedade precisaria ser reeducada para que pudessem aparecer os resultados... Coisa de décadas.

Abraços!
DAS

Eliana / Lu Maria 29 de agosto de 2009 08:38  

Meu lindo, acordei pensando em vc. Sim, sim...rsrs. Me liguei que não vi mais teu nome no nosso painel, não sei como, mas não te seguíamos mais. A primeira coisa q fiz hoje foi vir correndo aqui consertar isso. Desculpa, viu? Não tinha notado mesmo que havia sumido! Você é ótimo!
Agora vou ler o texto pra comentar...rsrs.

Axé!
LU MARIA

Eliana / Lu Maria 29 de agosto de 2009 08:52  

Creio que o problema, na verdade, é a forma como se usa e não a erva em si. Só que havendo uma liberação não será apenas pra um grupo e nem poderia ser porque perante a lei todos são iguais. "Deixa estar".

Bjim!
LU MARIA

Blog do Franco 29 de agosto de 2009 10:43  

Olá Amigo de cristo!

Obrigado pelo comentário do arranjo do texto.

Informar é a melhor solução para amenzizar o risco. paz seja contg tbm! abrahh!
***********************************
Olá Das! vamos amadurecer mais no assunto.

***********

Olá Eliana/Lu!

obrigado pela preferência.


bom fds! Vamos reforçar o debate. =D

matheus 3 de setembro de 2009 08:46  

boa marcos... acho q o franco tava chapado quando escreveu... como assim? o povo nao ta pronto, q a gente não tem cultura pra legalizar;... mano, antes era legalizado, o negocio ficou proibido...então, e antes? como era?... antes quando nao era proibido? acredito q o papel do estado e dar condição de desenvolvimento a população, nao estar interferindo nas liberdades individuais... priibem de fumar uma erva natural e te obrigam a votar em candidatos com ficha suja...por favor, menos moralismo e mais liberdades individuais...

anonimo 5 de dezembro de 2009 23:47  

eu vou degolar todas as suas gargantas

Anônimo,  13 de outubro de 2011 00:32  

É por isso que não pode dar asa a cobra .
Antigamente quando tinha ditadura militar a luta por liberdade era outra . Era a luta de direitos justos com menos injustiças sociais , era uma luta onde o cidadão queria ter o direito de se expressar por coisas que faziam sentido .
A LEGALIZAÇÃO DA MACONHA É UM ATENTADO A LIBERDADE COLETIVA , ASSIM COMO O ÁLCOOL É .Motoristas bebem , dirigem , matam , constrangem as pessoas no meio da rua , ligam o som no ultimo volume ás 4 horas da manhã, isso é um atentado contra as liberdades coletivas . Se já existe uma droga que causa alucinações , o álcool , uma droga que faz mal a saúde , que traz prejuízo as pessoas e ao governo , que infringe a liberdade das outras pessoas , pois a pessoa alcoolizada perde o senso de realidade e faz tudo o que dá na telha , por que deveríamos legalizar mais uma droga que causa alucinação e atrapalha as liberdades coletivas ?
Ohh que estado paternalista cruel , ele não pode mandar em mim, se eu quiser urinar no meio da rua qual o problema , a urina é minha , se eu quiser queimar meia duzia de pneus na minha casa em um daqueles dias abafados onde quase não tem vento , qual o problema ? Eu tenho esse direito !!! Os pneus , o álcool e os fósforos para queimar os pneus foi eu que paguei . O governo não pode restringir o meu direito de liberdade , se eu quiser colocar rap e funk no ultimo volume as 3 horas da manhã eu tenho esse direito estou dentro da minha casa e o som e o cd são meus . Não estou fazendo isso com o rádio nem o cd e tão pouco na casa de quem não gosta .É o meu direito , é a minha liberdade.
Esse bando de maloquero parecem crianças birrentas . Querem legalizar maconha pra que ? Isso não acaba com o tráfico , é só uma desculpa , e um mito que eles inventaram. O que eles vão querer depois ? bolsa maconha , financiada pelo governo para suprir os vícios deles ??? Com tanta desigualdade social, desemprego , má qualidade na educação , violência . Esse bando de nóia quer legalizar maconha ? ha ha ha ha ha .
É por isso que não se pode dar asa a cobra . Vão procurar o que fazer , vão estudar , procurar crescer na vida.Se querem continuar fumando essa "erva" misturada com crak e fezes de cavalo e vaca que fumem . Vcs já sustentam tudo que é bandido , desde traficantes a assassinos e sequestradores , então parem de encher o saco do governo e da polícia que eles tem mais o que fazer .

Postar um comentário

Respondo os comentários por aqui mesmo.


.SEja Franco e não se reprima! Opine já!

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR